CARRO SEMINOVO: DICAS FUNDAMENTAIS PARA FAZER UM BOM NEGÓCIO

CARRO SEMINOVO: DICAS FUNDAMENTAIS PARA FAZER UM BOM NEGÓCIO
Postado em: 22 de julho de 2016
Compartilhe

Comprar um carro zero ainda é desejo de muitos, mas, devido a uma situação financeira atualmente complicada, muitas vezes, as pessoas optam por veículos seminovos, aqueles que possuem até 3 anos de fabricação. Inclusive, pode até parecer simples adquirir um seminovo, mas, é preciso tomar certos cuidados antes de fazer esse tipo de investimento.

Quer saber que cuidados são esses? Veja as dicas oferecidas pela Rhino Auto Parts, a mais completa autopeças online.

Estude a marca do veículo que irá comprar

Um dos pontos fundamentais para fazer um bom negócio ao comprar um carro seminovo é não ter pressa, e estudar minuciosamente certos detalhes. Por exemplo: se a marca é ou não de difícil revenda.

Claro, você pode até não querer revender o veículo imediatamente após adquiri-lo, mas é importante saber se ele está entre os mais desvalorizados do mercado. Até porque se corre o risco de comprar um carro que, depois de usado mais ainda, pode simplesmente ficar “encostado” na sua garagem.

E, outra: carros que já saíram de linha há muito tempo apresentam uma manutenção bastante complicada, visto que a até a substituição de peças pode se tornar algo mais difícil.

Um bom test drive é sempre necessário

Uma dica que vale para qualquer compra, obviamente, vale para um carro seminovo também. Ou seja, se quiser evitar algumas dores de cabeça, teste antes de usar.

Mesmo que você guie o veículo que está querendo comprar por um curto espaço, ainda assim, esse procedimento irá dar uma impressão geral do carro. Especialmente, para verificar o seu conforto, sentir se a dirigibilidade está ok ou mesmo se ele faz barulhos estranhos que podem sinalizar algo mais sério.

Agora, é óbvio que o vendedor irá apresentar apenas as vantagens do veículo em questão. O que você pode fazer é “ganhar experiência” do seguinte modo: alugue o veículo mais velho de uma locadora, e teste-o o tempo que for preciso para sentir os efeitos do desgaste em determinado modelo.

Não esqueça da quilometragem

Entre os critérios para se comprar um carro seminovo, um que é fundamental é observar a quilometragem do veículo. Aqueles que tiverem uma baixa rodagem são mais valorizados, até mesmo porque são os que estão, em tese, mais conservados, e, justamente por isso, necessitam de uma manutenção menor.

Já para uma quilometragem um pouco mais elevada, a atenção deve ser redobrada. São nesses casos em que a sua vistoria precisa ser minuciosa, atentando para cada pequeno detalhe, sem deixar escapar nada. Nesse sentido, para veículos com alta quilometragem, nunca deixe de verificar algumas partes específicas dele, como pneus, estepe, bateria e motor.

Mas, qual parâmetro seguir? O ideal é comprar um seminovo com menos de 10 mil quilômetros rodados. Ok, é raro encontrarmos pessoas que queiram vender um carro com tão pouco tempo de uso, mas sendo assim, na pior das hipóteses, escolha um que tenha entre 10 mil e 60 mil quilômetros.

Evidentemente que nem todo carro com mais de 60 mil quilômetros rodados está imprestável, contudo, essa é uma quilometragem suficiente para que as peças do veículo fiquem desgastadas, o que vai fazer com que você precise fazer manutenções constantes depois da aquisição.

Atenção a sinais de batidas

Em certos casos, as avarias ocasionadas por batidas desvalorizam muito um veículo. A sorte é que, na maioria das vezes, dá pra identificar esses problemas com relativa facilidade.

E, para observar melhor essa questão, prefira fazer a avaliação do carro de dia, quando o carro estiver seco e devidamente limpo. Uma dica rápida é que diferenças na pintura (mesmo sutis) podem ser um indicativo de batidas. Outro ponto a se observar é se há diferenças na simetria das portas, dos parachoques e do teto.

Já, ondulações e pequenos amassados na lataria do veículo, ou mesmo alguma diferença na quina do capô podem sinalizar de que aquele carro sofreu uma batida.

Pesquisar a origem do carro é evitar transtornos

Para fazer um bom negócio ao comprar um carro seminovo, um dos fatores que mais deve ser levado em consideração é saber qual a procedência desse veículo. Dessa forma, você fica a par do histórico dele, e por quais problemas ele pode ter passado, e que podem impactar negativamente você, que será o dono.

Existem sites, por exemplo, que você pode pesquisar se o carro foi roubado, se sofreu avarias em algum acidente, se a quilometragem foi adulterada, e por aí vai. Geralmente, são serviços pagos, mas essa é uma questão bem válida em se tratando de adquirir um seminovo.

Não esqueça de checar as garantias e revisões

Ao adquirir um carro seminovo, em geral, você também leva garantias e revisões de fábrica do período restante. É importante ver no manual do proprietário se essas revisões estão atualizadas. Se for o caso, cobre por qualquer extensão que ainda seja necessária.

Mas, e os veículos que não têm mais esse privilégio? Nesse caso, negocie com o vendedor uma garantia feira por escrito. Nele, o período terá que ser superior a 90 dias para as principais peças, ou seja, motor, bateria, pneus, etc.