COMO PREVENIR OS PROBLEMAS NOS PNEUS DO SEU CARRO E ECONOMIZAR DINHEIRO

COMO PREVENIR OS PROBLEMAS NOS PNEUS DO SEU CARRO E ECONOMIZAR DINHEIRO
Postado em: 23 de julho de 2017
Compartilhe

Como prevenir os problemas nos pneus do seu carro e economizar dinheiro

Uma das melhores maneiras de economizar dinheiro com o seu carro é  prevenir os problemas nos pneus do veículo. Além da necessidade de ser trocado, um pneu com problemas pode aumentar o consumo de combustível ou danificar outras peças.

Por isso, é importante entender como cuidar dos seus pneus para garantir que eles sempre estejam em boas condições e não venham a custar nada para o seu bolso.

Abaixo, listamos as principais maneiras de prevenir os problemas nos pneus do seu carro e quais os benefícios de se precaver. Siga a leitura para saber mais sobre o assunto!

Cheque a calibragem do pneu para evitar desgastá-lo demais

Você sabia que a calibragem do pneu está diretamente ligada ao seu desgaste excessivo? Pois é… se a pressão interna da peça estiver desregulada, o pneu vai gastar mais em um lado ou outro, cortando a sua vida útil.

Quando a pressão do pneu está acima do limite, a roda fica mais pesada no seu centro. Assim, apenas a faixa central do pneu encosta no chão durante a rodagem, recebendo toda a carga de desgaste. Dessa forma, o centro gasta mais rapidamente enquanto as laterais ficam conservadas.

Já quando a pressão está abaixo do mínimo, o efeito é o oposto: as laterais ficam mais pesadas que o centro e somente elas encostam no chão durante a rodagem.

Seja qual for o cenário, a vida útil do pneu cai muito por causa do erro de calibragem e o motorista, consequentemente, terá de gastar dinheiro ao comprar uma roda nova para inserir no seu veículo.

A solução é monitorar frequentemente a calibragem dos pneus para garantir que ela esteja dentro do intervalo especificado pela fabricante. Assim, as peças não se desgastam antes da hora e você aproveita mais cada uma das rodas.

Verifique o alinhamento dos eixos para que as rodas fiquem conservadas

Outro elemento que pode danificar a vida útil dos pneus do carro é o alinhamento dos eixos do veículo.

Se o alinhamento não for feito corretamente, os pneus não encostam no chão na mesma proporção, o que pode resultar no mesmo problema do tópico anterior: o desgaste do pneu fica concentrado em apenas uma banda da roda.

Se isso acontecer, o pneu vai se desgastar muito mais rapidamente, atingindo a marca do TWI antes da hora e será preciso trocá-lo.

Em razão disso, verifique com frequência o alinhamento dos eixos do seu carro para garantir que  tudo está em ordem e que os pneus não estejam acumulando desgaste em uma parte apenas.

Dirija com cuidado para prevenir os problemas no pneu do seu carro

Grande parte dos problemas causados em pneus acontecem por negligência do motorista ou hábitos de condução negativos.

São raros os motoristas que alinham os pneus do mesmo eixo ao passar por uma lombada na rua, por exemplo. Como as rodas não estão apontadas para frente, mas ligeiramente na diagonal para um dos lados, a lateral do pneu recebe o impacto da lombada diretamente.

Outro problema é não evitar contornar um buraco ou, ao menos, diminuir a velocidade ao passar por ele. Ao fazer isso, o pneu recebe diretamente o impacto do problema na rua.

Nos dois exemplos citados, há um dano sério que é direcionado ao pneu e pode romper a sua câmara interna.

É essa câmara que tem a responsabilidade de conter o ar da pressão da roda. Se ela se romper, o ar escapa e pode formar uma bola no pneu.

Nesse momento, a roda fica totalmente inutilizável, já que rodar com um pneu com bolha é um risco gigantesco. Qualquer impacto pode estourar a peça e causar um acidente seríssimo.

Por isso, não é raro ver um motorista colocar um pneu novo e, imediatamente após, furar a câmara interna em um buraco ao sair da oficina mecânica.

Lembre-se de que, como motorista, é seu dever conservar o veículo para que ele não sofra danos na condução. Por essa razão, tome cuidado com os pneus e dirija com cuidado.

Evite forçar o pneu, especialmente quando o carro estiver parado

Um péssimo hábito que muitos motoristas no Brasil ainda possuem é o de parar o carro escorado no meio-fio da calçada.

Se você mora em uma cidade pequena ou em um bairro residencial já deve ter visto algo do tipo: o motorista vai parar o carro e encosta o pneu no meio-fio. A ideia é usar a calçada como uma espécie de tijolo para evitar que o veículo ande.

O problema é que esse tipo de atitude é muito danosa para o pneu, que fica pressionado contra a calçada recebendo todo o peso do veículo.

Imagine, por exemplo, um SUV como o Jeep Renegade. Ele pesa entre 1.393 e 1.674 quilos, dependendo das suas configurações, sem falar a carga que pode ir no bagageiro. Se ele for estacionado pressionando o pneu no meio-fio, a roda receberá toda essa carga e ficará esmagada entre a calçada e essa pressão de uma tonelada e meia.

Não é raro ver câmaras de ar internas estourando por causa disso, causando bolhas e fazendo com que o motorista tenha que trocar o pneu imediatamente, o que tem um custo significativo.

Não faça arrancadas ou freadas bruscas para poupar o pneu

Para manter sua vida útil, um pneu precisa ser bem conservado. É normal que haja desgaste, mas ele só é natural quando for ocasionado pela roda girando normalmente na estrada. Qualquer força extra causa dano desnecessário à peça.

Isso significa que quando você sai acelerando o carro bruscamente, o pneu recebe uma força muito maior do que a ideal e “trava” na estrada, por causa da sua aderência natural. Como a pressão do motor é muito alta, o carro anda antes que o pneu consiga girar, o que arrasta a borracha pelo chão.

O resultado é óbvio: o pneu se desgasta muito. Aliás, aquelas marcas escuras no asfalto são quilômetros de vida útil da borracha que foram desperdiçados.

O mesmo acontece quando você aciona o sistema de frenagem de repente, com o veículo em alta velocidade. É claro que, em alguns casos, faz-se necessário frear dessa forma (especialmente para evitar um acidente).

Entretanto, em situações normais, o ideal é diminuir a velocidade normalmente, até que a frenagem não arraste a roda pelo asfalto.

Seguindo essas dicas, você conseguirá prevenir os problemas nos pneus do seu carro e poderá economizar mais com o seu veículo, sem precisar comprar pneus novos.

Viu como é fácil aumentar a vida útil dos pneus do carro? É só cuidar bem deles seguindo as dicas acima. Você já conhecia algumas dessas informações? Conte para a gente nos comentários abaixo!