Manutenção do carro: como evitar prejuízos no futuro?

Manutenção do carro: como evitar prejuízos no futuro?
Postado em: 26 de fevereiro de 2020
Compartilhe

Uma das partes mais importantes de ter um veículo é saber como fazer a manutenção do carro. Afinal, esse ato simples pode ajudar o motorista a evitar dores de cabeças e prejuízos financeiros no futuro.

A manutenção preventiva é composta por todas as técnicas, hábitos e estratégias que ajudam a diminuir o número de intervenções corretivas no carro. Ela é essencial para evitar prejuízos porque qualquer ação corretiva é mais cara do que manutenções.

Por exemplo, o custo para medir a pressão de um pneu é muito pequeno. Se você tiver o aparelho em casa, não paga nada. Assim, consegue monitorar a pressão e aliviar um pouco caso esteja demais.

Se não fizer a manutenção, há o risco do pneu estourar mais facilmente. Trocar o pneu e comprar um novo é muito mais caro.

E como usar a manutenção do carro para evitar prejuízos no futuro? Veja 5 dicas abaixo!

Esteja atento ao calendário de manutenção do carro

Para fazer uma boa manutenção do carro, é importante que o motorista tenha em mente todas as datas corretas para fazer o procedimento de revisão. Isso é essencial pois cada peça do automóvel tem uma validade ou quantidade de desgaste que pode suportar.

Dessa forma, quando fazemos a manutenção do carro, estamos verificando o nível de desgaste da peça e nos prevenindo na hora de trocá-las. Assim, ficamos um passo a frente para evitar que as peças tenham problemas e causem danos mais sérios ao carro.

Pense na pastilha do freio, por exemplo. Ela se gasta conforme é usada e precisamos analisar a cada determinado número de quilômetros para evitar que ela não esteja gasta demais e comece a parar de funcionar.

Um problema na pastilha do freio, por exemplo, pode gerar um acidente perigoso. No melhor dos casos, o dano extra pode ser um vidro quebrado ou um dano na lataria. No entanto, nos piores casos, pode ser fatal.

Não perca nenhum dia para fazer a manutenção

Além de estar atento ao calendário de manutenção do carro (que é único para cada modelo, portanto, é importante verificar no Manual do Proprietário as datas corretas), o motorista deve cumprir com a agenda.

Afinal, de nada adianta saber que há uma manutenção do filtro do motor a cada, digamos, 20 mil quilômetros rodados se a peça não for verificada quando chegar nessa medida.

Por isso, é importante que o motorista separe um tempo para poder marcar uma visita ao mecânico. Para isso, faça uma previsão de quantos quilômetros são rodados por dia e projete mais ou menos as próximas datas em um calendário.

Assim, ficará mais fácil garantir que todas as peças estão sempre revisadas e em ordem para serem usadas.

Tenha uma mecânica de confiança perto de você

Saber o período certo para fazer a manutenção é apenas parte do trabalho. A outra parte é efetivamente realizar a revisão propriamente.

Por isso, é importante ter uma mecânica de confiança perto da sua casa ou do seu trabalho. Assim, é possível deixar o carro lá para a manutenção com tranquilidade, sabendo que ele estará em boas mãos.

Dessa forma, é essencial pesquisar por mecânicas perto da sua cidade. Digamos, por exemplo, que você mora em Sumaré, interior de São Paulo. Vale a pena pesquisar por auto peças em Sumaré SP, ler as reviews dos outros usuários e ver quais são as mais confiáveis para o trabalho.

Aprenda bons hábitos de condução para evitar danos

Você sabia que é possível que você mesmo pode estar causando danos ao seu carro? Pois é! Maus hábitos de condução podem causar muito desgaste nas peças do veículo e dificultar a manutenção do automóvel.

Por exemplo, imagine um motorista que sai em alta velocidade, arrastando os pneus no asfalto. Ele está diminuindo muito a vida útil das rodas. O mesmo para quem faz muitas frenagens bruscas, erra ao trocar de marcha e tantos outros hábitos negativos.

Por isso, vale a pena pesquisar um bom curso de direção defensiva para aprender alguns hábitos positivos que ajudarão a conservar as peças mecânicas do carro e diminuir o número de problemas e custos de correção.

Conheça os pontos fortes e fracos do seu automóvel

Por fim, é importante ter em mente que cada automóvel tem seus problemas e particularidades em específico. Por exemplo, é possível que o modelo X tenha um clássico problema na embreagem, enquanto o modelo Y costuma reagir mal a determinada situação.

Assim, um motorista deve pesquisar bem os problemas conhecidos do carro para se precaver em relação a eles, minimizando as chances deles acontecerem com o seu automóvel em específico.

É claro que algumas coisas são impossíveis de evitar (e é importante ficar de olho na lista de recall da sua montadora), mas é possível diminuir problemas conhecidos com apenas cuidado e atenção.

E aí, gostou de aprender mais sobre como usar a manutenção do carro a seu favor? Então não esqueça de deixar um comentário abaixo com a sua opinião sobre o assunto!