Manutenção preventiva: porque ela é tão importante?

Manutenção preventiva: porque ela é tão importante?
Postado em: 10 de janeiro de 2020
Compartilhe

Férias, sol, viagens, praia e pé na estrada. Essa é a combinação perfeita para quem adora aproveitar esse período de descanso e para evitar imprevistos. Você já parou para pensar na importância que os serviços manutenção preventiva possuem neste contexto?

Assim como nos equipamentos e nas instalações residenciais, dar uma geral nas peças do carro, bem como em detalhes como troca de óleo, calibragem de pneus, entre outros, faz toda a diferença quando o objetivo é manter a viagem segura, sem surpresas desagradáveis.

Caso você já tenha parceria com uma oficina de confiança, a revisão veicular não é um bicho de sete cabeças como parece. 

Se não for o caso, também não precisa entrar em pânico, pois ainda dá tempo de ver o calendário de manutenção e colocar tudo na sua devida ordem.

Como o nome sugere, os serviços de manutenção preventiva servem para prevenir algum tipo de estrago ou impacto que uma peça automotiva possa causar. 

Além da identificação antecipada dos problemas, é uma garantia temporária para quem está no período de experiência.

Quer saber mais sobre a importância da manutenção preventiva na prática? Leia esse conteúdo agora!

O que é manutenção preventiva?

Algumas pessoas dizem que ter um carro é cuidar de uma segunda família. Faz sentido, afinal quem nunca precisou levar o automóvel para dar uma geral em uma oficina mecânica completa?

De tempos em tempos, é natural que as peças se desgastem ou que algum ajuste seja necessário. 

No entanto, ao investir na manutenção preventiva, o motorista conhece os problemas veiculares de forma precoce e consegue soluções otimizadas antes mesmo de ter que substituir peças ou gastar um dinheiro extra não planejado para arcar com as demandas.

Entre os benefícios desse tipo de manutenção, ter mais segurança na hora de fazer uma revisão automotiva para viagem é um ponto bastante positivo, por trazer segurança, credibilidade e maior eficiência.

De peças do motor a troca de óleo de veículos, existem várias tarefas que podem se enquadrar nessa modalidade de manutenção. São exemplos:

  • Troca de filtro de óleo;
  • Calibragem de pneus;
  • Adequação do nível água para o motor;
  • Revisão da suspensão para carros e outras.

Se você conta com um seguro automotivo que cobre despesas de revisão e prevenção, a agilidade na hora de resolver todas as atividades é maior. 

Quais são as vantagens da manutenção preventiva?

Não investir dinheiro à toa, prolongar a vida útil das peças automotivas, evitar prejuízos e surpresas com estragos. São esses alguns exemplos que compõem a manutenção preventiva.

Claro que para usufruir de tudo isso, é essencial escolher profissionais qualificados e se atentar ao tipo de demanda, qualidade da peça e outras variáveis como o calendário de manutenção.

Existem determinados acessórios automotivos que possuem um período obrigatório de troca, enquanto em outros casos, o reparo é feito de forma periódica. A troca de um filtro de combustível, por exemplo, deve ser feita a cada 20 mil quilômetros rodados.

Em situações mais esporádicas, como é o caso do suporte de um chaveiro para abrir porta extra ou outros detalhes, não há um cronograma definido, mas é importante ter uma lista de contatos de emergência.

Em resumo, as vantagens da manutenção preventiva no setor automotivo são:

  • Mais segurança;
  • Maior qualidade na performance do veículo;
  • Conversação veicular;
  • Maior conforto;
  • Redução de gastos não planejados com manutenção corretiva.

Principais itens da manutenção preventiva

Não importa se você tem um veículo há bastante tempo ou acabou de comprar um automóvel. Na hora de fazer manutenção, é comum não saber de início todas as demandas.

Para facilitar a sua rotina, vale a pena fazer um cronograma com datas, contatos e indicações das principais demandas para garantir uma boa conservação veicular.

Além das peças mais conhecidas como motor e pneus, há outros itens que merecem atenção e, com a manutenção adequada realizada de forma preventiva, podem valorizar ainda mais o seu veículo. Conheça alguns nos tópicos seguintes!

1. Amortecedor automotivo

Como o próprio nome sugere, o amortecedor automotivo é uma peça que possui a finalidade de “amortecer” o veículo e proporcionar conforto ao motorista.

Além disso, essas peças também servem para controlar o movimento as molas e pneus — o que é fundamental para a estabilidade do veículo.

De acordo com especialistas, um amortecedor, dura, em média, 40 mil quilômetros. No entanto, a manutenção deve ser periódica, e quanto mais diversidade tiver o trajeto do motorista, mais atenção deve ser dada à essa parte devido ao desgaste.

A manutenção preventiva, neste caso, pode reduzir diversos danos ao veículo, como impactos grandes, acidentes ou dificuldades na hora de frear o carro.

2. Conserto de rodas de liga leve

Não há como rodar os pneus de um automóvel sem a roda. E você sabia que as rodas podem influenciar bastante o desempenho do veículo, além da capacidade de movimento e alinhamento?

Pois é. Por isso, o conserto de rodas de liga leve é muito importante. Muita gente deixa para fazer isso quando a roda amassa ou passa por alguma mudança, mas também é interessante avaliar as condições de uso desse acessório na rotina para fazer ou não o reparo.

Quando o motorista opta pela recuperação das rodas, em vez da substituição, ele e o meio ambiente ganham. 

No segundo caso, vale destacar que roda recuperada é sinônimo de economia e preservação das características gerais do acessório.

3. Manutenção preventiva de câmbio

Cada vez mais, os veículos são modernizados de modo que atendam às necessidades da rotina das pessoas com uma boa dose de agilidade.

O câmbio automático é uma funcionalidade que faz parte de um sistema que ajuda o motorista a reduzir as marchas ao mesmo tempo em que serve para trocá-las e controlá-las sem necessariamente a intervenção manual.

Além de ser uma ideia útil, essa função é essencial para quem possui algum tipo de deficiência. 

Pela modernização, esse acessório possui custos altos de manutenção preventiva câmbio e é neste contexto que a manutenção preventiva pode ser bem vantajosa.

Saiba como programar a manutenção veicular

Além dos acessórios citados, ainda há a manutenção estética dos veículos que também pode ser feita de forma preventiva.

Da manutenção de vidros blindados à revisão de pintura da lataria, trabalhos para veículos não faltam. O grande desafio é programar todas as demandas.

Por isso, retome a ideia do cronograma de tarefas, anote as quilometragens do seu veículo e pesquise mais sobre fornecedores de qualidade e outros profissionais que podem ser aliados no processo.

Ter essa ferramenta na palma da mão faz toda a diferença na rotina. É importante complementar que a manutenção periódica proporciona uma visão ampla sobre o problema e pode abrir um leque de possibilidades e melhorias.

Uma dica para colocar todo o cronograma em ordem é rever as anotações para esse ano. 

Um cronograma de manutenção é considerado de sucesso quando:

  • Todas as peças possuem um cronograma de revisão;
  • As peças possuem um nível de desgaste aceitável;
  • O desempenho automotivo não está comprometido;
  • A vida útil das peças automotivas se prolonga com a manutenção.

Sendo assim, é importante mostrar que os motoristas podem sofrer acidentes, além de perder dinheiro e desempenho quando esse trabalho não é executado. 

Da manutenção de vidros blindados a uma troca de pneu, todo reparo deve ser organizado e o impacto que ele causa também.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre a importância dos reparos preventivos e da manutenção, é hora de reestruturar novamente as necessidades do seu automóvel.

Para colocar tudo isso em prática, lembre-se que veículos precisam de cuidados e reparos, e valorizar o seu é algo que deve ser feito diariamente.

Ao aplicar todas essas dicas na realidade, aos poucos, você se acostumar com a organização e passa a usufruir dos benefícios de uma rotina bem definida.

Nenhum processo está 100% pronto, mas contar com essas dicas já é meio caminho andado para ter sucesso. 

Na hora de executar a manutenção, não se esqueça de pesquisar oficinas, comparar valores, ver recomendações e ter o suporte necessário para decidir pela melhor.

Adeus aos problemas automotivos, olá viagens longas, viagens curtas e trajetos seguros. Essa é a principal meta da manutenção preventiva de acessórios automotivos. 

Para finalizar, devemos ressaltar a importância de encontrar um fornecedor apropriado, que forneça peças e mão de obra qualificadas. Procure por indicações de conhecidos, verifique os comentários e avaliações na web, e tenha segurança no seu veículo.

Gostou das dicas? Esperamos que esse conteúdo tenha sido útil e que você consiga adequar as dicas à sua rotina para melhor aproveitamento veicular!

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.